segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Crónicas do Concerto de Natal na Casa do Povo de Santa Marinha do Zêzere...

Amigas(os)

Muito haveria a dizer sobre este concerto, mas a C.E. prefere remeter-se ao silêncio e aguardar pelos vossos comentários.

Até breve...

6 comentários:

Joana Gaspar disse...

eu acho que nas duas primeiras peças entramos um pouco a medo mas que depois estivemos bastante bem e correu tudo pela melhor. em relação ao espaço do concerto acho que foi um desafio vencido e para repetir! quero dar os parabéns a todos os músicos e ao maestro pelo esforço e dedicação que demonstraram. cumprimentos para todos.

vanessa disse...

na minha opinião este concerto nao foi dos melhores que já fizemos, visto que houve algumas falhas a nivel de actuação, ou seja, acho que os musicos conseguem fazer melhor.....

mas mesmo assim parabens a todos os musicos pelo seu esforço, à direcção pela a organização e divulgação do concerto, pois estava a casa cheia, e tambem ao maestro pelo seu trabalho..

em relação aos musicos que nunca aparecem aos ensaios, ou aparecem 1/2 vezes e depois vem estragar o trabalho dos outros ....meus amigos tenham uma bocadinho de consciência e nao aparecam ao concertos/festas....pois mais vale faltar ao concerto do que vir estragar o trabalho dos outros..pois isso só projudica o nome da banda..

repito..isto é só a minha opiniao....

uma bem haja a todos

Presidente CE disse...

Vanessa: embora concorde com a tua opinião no geral, posso naturalmente afirmar que alguns dos erros cometidos são fruto de uma ou outra desatenção, e que alguns que eu identifico, foram cometidos por musicos que até são assiduos! acontece e não é por isso que devemos preocupar-nos! a música amadora é, também, uma forma de convívio. e viva o Natal!

Anónimo disse...

Caros amigos da Banda de Santa Marinha do Zêzere

Mais uma vez, é com muito gosto que participo nos vossos concertos. Mas devo dizer que o concerto de natal foi um concerto de alto nível, isso é um facto. No entanto, devo mostrar o meu descontentamento relativamente ao espaço escolhido que foi uma lástima. Várias são as razões que posso aqui indicar relativamente ao espaço:
1- O espaço era muito pequeno para um concerto deste nível.
2- O ar não circulava na sala, e isso, criou um ambiente estável e pouco salutar para audição.
3- Os músicos não eram visíveis no concerto..
4- O espaço entre a plateia e os músicos não era distinto.
5 - A apresentação do concerto deve ser mas cuidada para uma melhor comunicação e bom conteúdo na apresentação de cada peça ou obra, afim de ser perceptível a obra musical para público.
6- Não havia folha de sala relativamente ao concerto de natal.
7- Pelo facto do espaço ser pequeno, o burburinho era audível na sala, que muitas vezes não podíamos ouvir da melhor forma as obras.
8- A acústica não foi das melhores.
9. A apresentação dos músicos no concerto deve ser repensada? Calças de ganga?? Caçado a desportiva???
Para além destes pontos, menos positivos, saliento o espírito de grupo, o entusiasmo e a qualidade da banda de Santa Marinha do Zêzere. Penso que estes pontos que acabo de enumerar sejam construtivos, feitos por uma pessoa que tanto vos aprecia e tem muito gosto em que vós melhorem ainda mais. Resta dizer parabéns!!! Espero que a minha honestidade não seja um peso, mas sim uma aprendizagem ao longo da vida. Força!!

Presidente CE disse...

Uma nota ao comentador anónimo:

as opiniões emitidas, tal como refere, são construtivas; se alguns dos aspectos eram previsíveis, falta de espaço e condições acústicas, outras há que apenas esta experiência "em carga" permite tentar corrigir em futuros eventos; tal como eu referi no discurso, houve diversas razões que levaram a que este concerto se realizasse na casa do povo, e que não vou aqui detalhar.

no respeitante à apresentação dos músicos, o reparo é benvindo! se a falta de calças, neste momento, é um facto que será suprimido a breve prazo, e cuja causa é o crescimento acentuado das pessoas, cujas fardas deixam de servir de um ano para ao outro, o uso de sapatilhas é, de facto, um erro crasso, e que será alvo de reparo interno quando for conveniente; embora as instruções não sejam essas, há sempre um ou outro "distraído" a "dar nas vistas".

continua a assistir aos nossos concertos, esperando que nos próximos as "falhas" já estejam corrigidas.

Henrique Sá Costa disse...

Bom dia caro anónimo,

Para começar e só por não te identificares só consigo ler a tua mensagem com enorme pena, mas "se se desses a cara" certamente acharia a tua mensagem construtiva e provavelmente a aceitaria de bom grado.
Para finalizar e porque desconfio quem sejas, devo-te dizer uma coisa, para uma pessoa tão culta o anonimato fica-te mal.

Embora tenha achado que a resposta do nosso presidente foi a "politicamente correcta" sei que tanto ele como todos os membros da Comissão Executiva ficaram extremamente magoados ao saber que houveram movimentos para impedir que esse concerto se realizasse na casa do povo e devo dizer a essas pessoas que a Comissão Executiva está sempre disponível para o diálogo quer seja para uma como para mil pessoas, mas respeito a vossa atitude.

Falando do concerto, devo dizer que se fosse hoje, voltaria a realizar na nossa CASA até porque um concerto nestes MOLDES não vejo em S.M.Z. onde possa ser realizado. Sei que muitos estão a pensar que na Igreja é que o sitio ideal, mas lembrem-se que a Igreja é um lugar de culto e a ser realizado lá não se poderia fazer metade das actividades que realizamos, e que eu saiba o convívio no final entre músicos e amigos da banda foi um dos pontos altos.

Finalizo dando um agradecimento a todos os que nos apoiaram nesta aventura, principalmente os MÚSICOS e devo dizer que foi ALTAMENTE e lembrem-se que em todas as actividades existem os prós e os contras, mas no nosso concerto os PRÓS superam os CONTRAS.

Bem Hajam...