segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Crónicas de Penhalonga - Marco de Canaveses


Amigas(os)

Como sabemos esta festa é mais que conhecida na nossa banda, é um festa fácil e de pessoas simpáticas, ou seja, uma tradição para se tentar manter.

Quanto aos solistas do dia, tenho que evidenciar o Álvaro (MP3 ou MP4) , João (Presidente), Albino (Bino). Muitos parabéns pelo trabalho que têm vindo a desenvolver.

Como surpresa, acho que todos temos que agradecer ao André, pela boa prestação que teve. Parabéns André.

Para finalizar deixo umas fotos que consegui tirar.

8 comentários:

Anónimo disse...

foi uma festa espetacular, gostei,os solistas estiveram muito para quem tocou pela primeira vez, e o andré foi o nosso melhor trombone.
as vezes perdemos estas festas pois a banda não se apresenta como deve ser, e acabamos por perder festas.

Joana Gaspar disse...

Bem, mais uma festa e esta quase que a fazemos de olhos fechados :) É uma serviço que se faz bastante bem e as pessoas são muito simpáticas. Só há um inconveniente, o sino que esta sempre a tocar lool Em relação a banda, quero dar os parabéns a todos os músicos que fizeram o esforço para segurar a banda em todas as peças, pois estávamos com algumas "falhas" que na minha opinião deviam tentar resolver isso. Os meus maiores parabéns vai sem duvida para o André, que fez de tudo para se fazer ouvir e conseguiu.No fim, a despedida voltou a fazer sucesso :)e nesta festa tudo aconteceu, ate o autocarro os músicos tiveram de empurrar lool Para o ano la estamos outra vez :)

Beijinhos para todos

Anónimo disse...

eu ainda estou a espera do donut, já que falar não me deixaram...

leandro

Presidente CE disse...

leandro: desculpa não te ter dado a palavra, mas não era o sitio indicado; no final, como deves ter reparado, fui o último a sair das festa, por razões óbvias €€€€!, no entanto, se o assunto ainda estiver actual, podemos falar na próxima oportunidade...

Presidente CE disse...

joana: quanto às falhas de que falas, para além do dia complicado para arranjar músicos à ultima hora, o mais grave forma as faltas avisadas em cima da hora e as não avisadas, algumas das quais (se calhar mesmo as 2 mais notadas) completamente surpreendentes, e imprevisíveis! no entanto, conseguimos safar-nos embora a Banda se ressinta disso! no entanto, ninguém insubstituível, e a necessidade por vezes aguça o engenho!também servem para isso estas situações que nos vão aparecendo! acredita, que se fossem conhecidas com antecedência tinham sido colmatadas as falhas, se possível, como no ano em que 48h antes dessa mesma festa não tinhamos qq primeiro trompete e eu desencantei bem bons! depois de um dia inteiro de telemóvel e de muitos Euros gastos em telemóvel!

Henrique Sá Costa disse...

Resposta ao Leandro.

Às vezes temos que aprender a saber estar.

O presidente foi ao lugar do maestro dar um recado e não pedir opiniões, até porque o palco não é para isso. Eu só falei no donnuts porque o Jorge começou por dizer "QUALQUER ASSUNTO SERÁ TRATADO EM PARTICULAR" muitos queriam opinar e não o fizeram e tu continuaste com a mão no ar. Acho que está mais que provado que somos todos iguais.


Aproveito este comentário para opinar acerca da atitude em palco, foi dito no inicio de época que no palco iriam existir novas regras, nomeadamente o cigarro, essas regras não têm sido respeitadas, agora vou perguntar aos fumadores quem estão a desrespeitar, o Maestro, A Comissão Executiva ou os músicos não fumadores?
Não quero com isto criar conflitos mas acho que está na hora de tornar esta banda diferente das outras, se a nossa banda é reconhecida pelas procissões exemplares, porque não ser uma banda reconhecida pela atitude positiva em geral?

Cumprimentos a todos

Joana Gaspar disse...

Jorge: quando falei nas falhas referia-me exactamente às pessoas que não avisaram que não iriam.Claro que nunca daria para compensar ninguém quando vocês estariam a contar com essas pessoas. Mas vocês e o maestro deviam chamar essas pessoas a atenção para que não se volte a repetir, pelo menos é o que eu acho.

Leandro disse...

Zé e Jorge a minha pergunta era muito rápida e de fácil resposta, era só para saber qual o horário do serviço, e talvez tenha levantado o braço porque a dúvida que eu tinha muita mais gente certamente a tinha devido aos compromissos extra banda do dia seguinte =D nada mais q isso...

em relação a atitudes dentro do palco, já me foi pedido q saísse do palco em determinadas ocasiões por causa do fumo, mas há momentos em q me questiono se isso só se aplica a mim ou se me estão a proteger por causa dos mais velhos q porventura estão cá fora, tamanha é a fumaça q se faz sentir no interior do mesmo...

por isso optei por esse modo de agir: qd ninguém esfumaça em palco venho cá para fora, qd vejo muita gente a esfumaçar, pergunto as pessoas q estão mais próximas se posso fazer fumo também e se não se sentem incomodadas com tal acto...até ao momento a resposta q tenho obtido é "se os outros também podem não tens nada q ir lá para fora tu"...