segunda-feira, 13 de julho de 2009

Crónicas de Ancede, 12 de Julho de 2009

Olá amigas(os)

Mais uma brilhante saída da nossa banda, e vejam só, para Ancede terra da nossa eterna "rival" (no bom sentido) Banda Marcial de Ancede.

Confesso que estava um pouco ansioso com a recepção à nossa banda, mas devo dizer que fomos muito bem recebidos, e muito bem acarinhados por tudo e todos, Obrigado Ancede.

Em relação às bandas no colectivo, na minha opinião ambas estiveram bem e equilibradas. No âmbito individual devo salientar todos os solistas envolvidos, com especial agradecimento uma vez mais à Vanessa e desta vez ao Névio por nos maravilharem com as suas qualidades supra naturais.

Para a nossa banda e uma vez mais cá deixo a minha opinião, a obra "Quinta do Bill" talvez tenha sido o ponto alto da nossa actuação, mas acho que foi demais o "levantar" dos músicos, acho que todos os naipes se deviam levantar UMA vez e não tornarem a obra uma competição de quem se levanta mais vezes. Fica o desafio ;)
Nota pessoal:(de preferência com outra música, pois acho esta música demasiado clubística e não agrada a todos, tanto a nível de músicos como a nível de audiência, e acreditem que muita vez a nível de audiência isso é mau, nunca se sabe que são os próximos órgãos das comissões de festas)

Para finalizar devo dar um agradecimento especial ao trompa que nos veio ajudar, tanto pela sua simpatia como pelo seu profissionalismo, um musico que recomendo.

Até a próxima ;)
Henrique Sá Costa

5 comentários:

Siul disse...

Desculpa lá zé, mas que mania das pessoas têm de associar, os filhos da nação, que é a tantos anos dos quinta do Bill, a musica filhos do dragão, que tb acho que a letra é infeliz... Lol. mas ontem a festa correu de bem tendo em conta que ontem foi o primeiro jogo da época, e a pré época não foi muita. Lol.
Eu de inicio também estava ansioso, uma vez que não pude vir aos últimos ensaios... Correu bem, viu-se que todas as pessoas estavam com a máxima atenção, para evitar errar... Devíamos ter muitos mais confrontos , chegávamos ao fim de uma época muito melhor e com níveis de concentração e adrenalina elevados.

SirRik disse...

Como tenho mais contacto com Comissões de festas sei do que estou a falar e na verdade ouço muitas vezes:
- "Quero que toquem aquela dos filhos do dragão"
Mas já ouvi muitas outras vezes toquem a do glorioso, e até já ouvi toquem mas é a do Sporting (é raro, mas também se ouve :) :) :)

Agora, uma coisa é certa, quem pagam são eles, não és tu :D por isso temos que ser imparciais, mas continuo a dizer É SÓ UMA OPINIÃO....

Presidente CE disse...

Lá vamos nós a mais uns diálogos animados... eu tb não sou do porto mas... tb não me importo... como normalmente toco de pé, om muito que poderia fazer era sentar!!! lol; quanto ao serviço, já entempos o tinha feito, numa altura em que o desnível era gritante (já lá vão uns 15-20 anos!); ontem, tal como em outros "embates", o quew se verifica é que desde que cada banda faça o seu serviço como pode, quer ou sabe, tudo o mais é fruto dos gostos de quem ouve: uns gostam do clássico e dos "pedregulhos" outros do ligeiro e hardrock, outros de rapsódias... como se tocou um pouco de cada, toda a assistência pôde gostar de uma peça em particular, ou de todas em geral; eu pessoalmente gostei mais deste "confronto" do que dos anteriores no 24 Agosto; foos mais "nós" próprios, pontuados com aquisições necessárias face aos lesionados (algums estiveram todo o dia roídos de inveja, mas a família e o trabalho tb são importantes!); uma palavra, entre outros para a percursão (lol) e para os trompetes (o naipe com menos suplentes no banco!). Ao maestro, uma palavra: actuar na nossa terra mas em casa do adversário, é complicado, mas correu tudo bem... a rodagem das festas agora fará o resto, pois os jogadores, embora tenham faltado aos treinos (alguns, poucos, mas muitas vezes) darão por certo o máximo ao longo da temporada; PS: A CAVALARIA ainda está pesada, mas irá aligeirar com o tempo, e um dia irá atacar!!!

Anónimo disse...

para mim este foi o concerto q mais gozo me deu neste meus verdes 5 anos de música... não pela qualidade, talvez em certos momentos tivessemos tocado melhor, dado mais espetáculo, vibrado mais... mas neste fomos nós mesmos, e até me atrevo a dizer q mais um ou dois reforços n eram em excesso, não para encher ou reforçar, mas sim para colmatar as faltas...

de tudo o q se passou tenho a realçar três factos, q talvez nem tenham importancia, mas q a mim ficaram ca dentro pela positiva:
- O TROMPA: limpou a imagem, sem dúvida alguma, tocou muito, conviveu como se de um músico da terra se tratasse, q venha mais vezes porque e' muito bem vindo;

- O MESTRE: não se notou aquela ansiedade, aqueles avisos para isto e para aquilo, no fundo não houve aquele nervosismo evidente em outros serviços semelhantes... teve completamente 'a vontade, pos todos os músicos a vontade, mostrou a banda q tem na sua terra, e certamente ficou satisfeito...no fundo, e desculpe la' se estou a ofender, foi um ZEZERENSE =D;

- A POSTURA DA BANDA NA PROCISSÃO: talvez ninguém tenha reparado, mas nesta festa não houve avisos antes da procissão para nos "portarmos bem", e todos se comportaram, todos marcaram passo, todos manteram a postura, todos honraram a farda q vestem.

no fim da festa fiquei convencido, de que todos deram o maximo, cada um tocou o q sabe, e a mais não somos obrigados, poderá haver músicos q tem mais capacidades e outros menos, mas quando todos dá-mos o máximo, só podemos sair satisfeitos =D

Leandro

Toze disse...

Ontem foi dos dias, desde que toco nesta Banda,que cheguei mais realizado a casa. Senti-me feliz!
Fizemos na minha opinião um grande trabalho. Quero dar primeiramente os parbéns à Direcção pelo optimo trabalho que têm feito. Segundo ao maestro. Ontem foi um enorme prazer estar a ser dirigido pelo Fonseca,apesar de o já ter provado anteriormente, ontem foi completo. Parabéns a todos os solistas, estiveram impecáveis. Obrigado aos músicos de fora, pela sua entrega, simpatia e qualidade musical...parece que foram escolhidos a dedo...palavra para o trompa, que consegui, e de que maneira tornar-se um amigo desta Banda. E por fim, a todos os músicos um agradecimento muito especial...obrigado por ser um dos vossos. Bem hajam